Nossos dias passam cada vez mais rápidos, enquanto o que nos falam é para fazer tudo mais devagar: respirar devagar, andar devagar, comer devagar, amar devagar.

A cada passo que eu dou seria como uma jornada espacial para as formigas, enquanto para cada passo que elas dão é só um motivo para me coçar e voltar a dormir (malditos chocolates)

A noite chega e nela perco-me. Tento sonhar, mas tudo que encontro diante dos olhos é mais uma tela de tv.

Hoje, não passamos de meros telespectadores de nossa própria historia, enquanto temos a ânsia de vomitar perante os holofotes e brilhar em nossos 15 segundos de meme.

A ultima vez que falei com alguém foi há 5 anos. Me mandou esperar um instante enquanto conferia meus dados. Me disse para aguardar na linha. Eu não sou tolo de desligar. Vai que perco minha chance de ganhar mais tempo para falar? Enquanto isso, espero matando pássaros que não existem numa ocasional realidade.

Me falaram que no outro lado os dentes das pessoas não são tão brancos e nem tão alinhados. Que bom. Economizo em pasta de dente e gasto em café.

Amar devagar, comer devagar, andar devagar, respirar devagar. Pra quê? É tão bom quando vai logo embora, o sanduíche tem três carnes, não tem ninguém na escada rolante e meu cigarro não acaba. Rápido. Na velocidade do seu pensamento, fast food, vapt vupt.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s