Eu falei que ia se afastar, mas cada vez que vou pra longe você chega mais perto chega mais perto chega mais perto eu vou para o meio do deserto mas mesmo assim você vai me achar eu vou de ônibus e você vai de camelo romance boboca como na letra dum sertanejo. Eu já não acredito mais nisso voltas e voltas onde é que fica a saída do labirinto um amor de bicho o que acho o que eu sinto? Não dá nem pra dizer que eu minto como eu me sinto? Eu já senti muito nem sei como dizer vai saber vou saber o que quer você? Nem você sabe vai dizer vai saber? Diz ai então, porque toda vez que você fala comigo distancia é o menos que sinto e você não me enche nem um pouco o saco, é o que eu acho. Agora você lê tudo isso e fica naquela do que ele tá falando? Quem ele é? O que tá pensando? Eu tô pensando quando onde tudo isso vai parar? Se na rua da amargura ou nós dois bem felizes em cima no altar? Joga a moeda pra cima cara ou coroa sorte ou azar rá! Onde tudo isso vai parar? Num fim do mundo de areias movediças onde cada passo que eu dou indica que cada mais vez mais fundo eu vou e me dou por inteiro por você mas quer saber? Cansa andar cansa afundar cansa tanto esperar pela salvação. Ou você vem me tirar daqui, me dá a mão e me ajuda subir ou some daqui, saia daqui, se afasta daqui e para com essas mentiras ai.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s